Buscar
  • Eduardo Antônio Kremer Martins

#Coronavírus - Sugestão de texto para revisão de contratos

Atualizado: 24 de mar. de 2020



Nos últimos dias temos recebido muitas perguntas (mas muitas mesmo) de clientes preocupados em não conseguir honrar seus compromissos por causa da crise do coronavírus. As maiores dúvidas são em relação às mensalidades escolares e ao aluguel, mas alguns clientes empresários temem não conseguir honrar os compromissos com fornecedores, por exemplo.


As perguntas mais recorrentes são: “Eu posso suspender os pagamentos?” e “posso conseguir um abatimento no valor?”.


Infelizmente não se tem uma resposta certa ou definitiva para essas questões mesmo por que o momento que estamos vivendo não encontra precedentes na história recente. Contudo algumas medidas podem ser adotadas para tentar contornar a situação, lembrando que locador e locatário, escolas e pais, clientes e fornecedores devem cooperar para que juntos possamos minimizar os nefastos reflexos da situação que estamos vivendo.


Pensando nisso e para atender a pedidos de clientes, elaboramos um breve texto (clique aqui para baixar) com o devido amparo legal para ser enviado aos fornecedores, às escolas, aos locadores, enfim, para todos aqueles com quem temos relações e que pretendemos mantê-las mas que as atuais circunstâncias exijam alguma revisão desses compromissos.

A sugestão é que se encaminhe esse texto (e se adapte a sua necessidade em específico) por e-mail para que fique registrado esse contato. A proposta é dar início a uma conversa para que se alcance uma solução que beneficie a todos.

A maior preocupação é de quem tem compromissos e teme não conseguir honrar, mas vai aqui uma sugestão àqueles que eventualmente venham a ser unicamente credores e que não estejam dispostos a ceder: é preferível você receber menos por um aluguel (por exemplo) e garantir que seu inquilino siga adimplindo, a ter seu imóvel desocupado sem qualquer perspectiva de vê-lo ocupado novamente tão cedo.


Por mais que a situação exija um isolamento social, essa é a hora de nos unir nesse sentido a fim de chegarmos a um denominador em comum para que, superada essa fase, possamos retomar a economia com a maior brevidade possível.

Esperamos que seja útil. Boa sorte e ficamos à disposição no que pudermos ser úteis!



131 visualizações0 comentário