Buscar
  • Eduardo Antônio Kremer Martins

Empréstimo consignado - você sabe o que está pagando?

Algumas modalidades de empréstimos pessoais consignados são na verdade contratos de cartão de crédito MASCARADOS, onde o consumidor acaba sendo onerado em demasia pagando juros de cartão de crédito e outros encargos, imaginando estar pagando valores menores.


Taxas como “encargos contratuais”, “encargos financeiros faturados”, “tarifa de emissão de cartão”, “IOF rotativo” e os próprios juros do empréstimo são alguns dos diversos encargos que o consumidor acaba tendo que pagar de maneira compulsória.

Mas será que todos estes juros, taxas e encargos são legais?

Muitas instituições financeiras têm embutido nos empréstimos pessoais consignados alguns serviços que são considerados abusivos, como é exemplo a chamada “Reserva de Margem Consignável (RMC)”, quando vinculado a um contrato de cartão de crédito sem que o consumidor tenha interesse em contratar um cartão de crédito.

Caso no extrato do seu benefício esteja sendo cobrada uma taxa chamada “Empréstimo sobre a RMC”, vale a pena procurar um advogado de sua confiança para avaliar o seu caso, pois pode haver irregularidade na contratação.


#aposentadoria #inss #direito #oab #advogado #advogada #direitocivil #advocacia #law #lawyer #justiça #concurso #advogados #direitodoconsumidor #direitodefamilia #brasil #lei #bancos



5 visualizações0 comentário