Buscar
  • Eduardo Antônio Kremer Martins

Humilhação - Mau atendimento gera indenização

Você já foi vítima de constrangimento em algum estabelecimento comercial?

É bom que os comerciantes comecem a se dedicar mais com o atendimento ao consumidor.

Em uma sentença proferida em meados de 2019 a rede WALMART foi condenada a indenizar um cliente do escritório em R$ 3.000,00 por submetê-lo a situação vexatória perante os demais consumidores que frequentavam o local.

No caso concreto, o consumidor havia reclamado com a gerência do estabelecimento sobre a expiração do prazo de validade de um produto perecível. Ao invés de substituí-lo ou simplesmente fazer um pedido de desculpas, a gerência do estabelecimento imputou ao cliente o problema, alegando que o mesmo havia levado o produto para o interior da loja com o propósito de criar um factoide.

O episódio acabou atraindo a atenção dos demais funcionários da loja e inclusive dos outros consumidores que frequentavam o estabelecimento, submetendo o cliente ao ridículo e causando-lhe um profundo mal estar decorrente da forma de abordagem e da condução do problema pela gerência.

O processo tramitou na 11ª Vara Cível de Porto Alegre sob o nº 0163547-33.2018.8.21.0001 e a rede de supermercados já pagou o valor da condenação.

#humilhação #danomoral #consumidor #constrangimento #calunia #walmart #big #nacional #portoalegre #cidadebaixa #bairrosantana #varejo #loja #supermercado #direito #oab #advogado #advogada #direitocivil #advocacia #law #lawyer #justiça #advogados #direitodoconsumidor #brasil #lei

7 visualizações0 comentário